WhatsApp
Facebook

Uma mulher de 65 anos foi encontrada morta por seus filhos neste domingo (28) em sua residência no bairro Alto da Glória, em Curitiba. A vítima estava caída em um dos quartos da mansão localizada na rua General Carneiro, próximo à esquina com a Nilo Cairo. A Polícia Civil do Paraná identificou indícios de um possível crime no local.

Segundo a delegada Vanessa Cristina, foram encontrados móveis e gavetas revirados, além de um cofre também revirado. No entanto, inicialmente, a perícia não encontrou sinais de violência no corpo da vítima, que aguarda exames complementares para determinar a causa da morte. A delegada comentou que uma caixinha de joias estava aberta, mas vazia, sugerindo possivelmente um crime patrimonial.

A mulher era uma moradora antiga da região, conforme relatou o vizinho Otávio Deroche de Carvalho, que expressou choque ao saber da notícia.

A vítima vivia na mansão com uma filha portadora de necessidades especiais desde a morte do marido, há três anos. Ela cuidava sozinha da filha, que possui dificuldades para se comunicar e andar.

No dia do ocorrido, uma das filhas foi até a casa da mãe para visitá-la e encontrou o portão arrombado. Preocupada com a falta de resposta da mãe às chamadas telefônicas e aos gritos em frente à residência, a filha pediu ajuda ao irmão. Juntos, encontraram a mãe caída em um dos cômodos do térreo, enquanto a outra filha estava trancada em um quarto no andar superior.

Apesar de uma equipe médica ter sido acionada, a idosa já estava morta quando chegaram ao local. O subtenente Batista, que estava presente na cena, observou que a casa estava revirada, mas as circunstâncias exatas do ocorrido ainda não eram claras.

O caso será investigado pela Delegacia de Furtos e Roubos da Polícia Civil do Paraná. A suspeita é que a idosa estava morta há pelo menos três dias.

WhatsApp
Facebook

Publicações relacionadas

Compartilhe
WhatsApp
Facebook
Imagem de destaque - Angeli