WhatsApp
Facebook
São José dos Pinhais é reconhecida pelo Instituto Trata Brasil por boas práticas em saneamento básico

Nos anos recentes, São José dos Pinhais alcançou uma redução significativa de 16,9 pontos percentuais no índice de perdas de água em suas redes de distribuição, diminuindo de 41,5% em 2012 para 24,6% em 2021, conforme indicado pelos dados do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS). As práticas exemplares adotadas pelo município receberam reconhecimento na categoria “Melhores Evoluções em Perdas de Água” na 7ª edição do Prêmio “Casos de Sucesso & ESG”, promovido pelo Instituto Trata Brasil (ITB).

Os índices de São José dos Pinhais estão alinhados com os padrões de excelência em termos de perdas de distribuição, estabelecidos como inferiores a 25%. Esses padrões são de acordo com a meta para 2024 estipulada pelo marco legal do saneamento (Portaria nº 490 do Ministério das Cidades). A avaliação dessa categoria considerou a evolução do IN049 – Índice de Perdas na Distribuição do SNIS, entre os 100 municípios brasileiros mais populosos listados no Ranking de Saneamento do ITB.

A cerimônia de premiação ocorreu em 9 de agosto, na cidade de São Paulo (SP). O evento foi realizado em colaboração com o Centro de Estudos de Infraestrutura e Soluções Ambientais da Fundação Getúlio Vargas (CEISA-FGV). Representando a prefeita Nina Singer, o vice-prefeito de São José dos Pinhais, Professor Assis, esteve presente na ocasião.

O vice-prefeito Assis expressou sua grande satisfação ao receber o prêmio concedido pelo Instituto Trata Brasil. Ele enfatizou que esse reconhecimento é resultado das excelentes práticas de saneamento básico desenvolvidas no município. Em um contexto em que muitos brasileiros ainda enfrentam a falta de acesso adequado à água potável e à coleta de esgoto, essa conquista é motivo de orgulho para a comunidade local.

Assis também destacou o compromisso socioambiental da gestão atual e a busca constante por formas de reduzir perdas e melhorar a qualidade e eficiência dos serviços oferecidos aos habitantes de São José dos Pinhais.

O diretor-presidente da Sanepar, Claudio Stabile, também marcou presença na cerimônia. Conforme relatado pela assessoria de imprensa, desde 2017 a Companhia vem aplicando uma metodologia de balanço hídrico e nível econômico de perdas, chamada de International Water Association (IWA), para a elaboração dos planos de ações, principalmente com relação ao direcionamento de pesquisa de vazamento e controle de pressão.

Stabile afirmou que esse é um trabalho de longo prazo, envolvendo reuniões mensais em diversas regiões do estado para a redução do indicador estratégico de perdas por ligação. Os resultados dessa abordagem foram ressaltados durante o painel temático sobre a redução de perdas durante a cerimônia de premiação.

Sobre o prêmio

O Prêmio No Brasil, milhões de pessoas ainda vivem em condições precárias no que diz respeito ao saneamento básico. Cerca de 33 milhões de brasileiros não possuem acesso à água potável e 93 milhões não têm acesso à coleta de esgoto. Segundo o ITB, apenas 51,2% do volume de esgoto gerado é tratado, o que significa que mais de 5,5 mil piscinas olímpicas de esgoto sem tratamento são lançadas na natureza diariamente.

Para honrar as boas práticas de municípios e empresas engajados na preservação ambiental e no saneamento básico, o Instituto Trata Brasil (ITB), uma organização da sociedade civil dedicada ao avanço do saneamento básico e à proteção dos recursos hídricos do país, premiou municípios de todo o Brasil em quatro categorias: Melhores Evoluções no Ranking do Saneamento, Melhores Evoluções em Tratamento de Esgoto, Melhores Evoluções em Perdas de Água e Melhores Casos de ESG.

Na mesma categoria que São José dos Pinhais (Melhores Evoluções em Perdas de Água), foram premiados os municípios de Petrópolis (RJ) e Taboão da Serra (SP). Na categoria Melhores Evoluções no Ranking do Saneamento, foram reconhecidas as boas práticas dos municípios de São José dos Rio Preto (SP), Sorocaba (SP) e Niterói (RJ). Já na categoria Melhores Evoluções em Tratamento de Esgoto, foram premiados Mauá (SP), Cuiabá (MT) e Aparecida de Goiânia (GO).

Na última categoria, Melhores Casos de ESG, foram premiadas a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (SABESP) e a Aegea Saneamento. Para mais informações, acesse o site https://tratabrasil.org.br/.

WhatsApp
Facebook

Publicações relacionadas

Compartilhe
WhatsApp
Facebook
Imagem de destaque - Angeli