WhatsApp
Facebook
Imagem de destaque - Voluntários seguem ativos nos resgates em áreas alagadas de Porto Alegre

Enquanto algumas áreas de Porto Alegre começam a se recuperar das inundações, a Zona Norte da cidade ainda enfrenta o impacto das águas do Guaíba. Um ponto de resgate e acolhimento na região do 4º Distrito testemunha a solidariedade de centenas de voluntários, mesmo após mais de duas semanas desde o início das chuvas.

Segundo relatos, mais de 5 mil pessoas e 2 mil animais foram resgatados apenas nesse ponto, refletindo a extensão dos danos causados pelas enchentes. A situação permanece crítica, especialmente ao redor do Aeroporto Salgado Filho, que permanece fechado devido ao alagamento.

A medição recente do nível do Guaíba indicou uma leve redução, porém, a inundação persiste em várias áreas, incluindo a Avenida Cairú, que se tornou uma hidrovia com mais de 1,5 mil metros alagados.

Enquanto os voluntários continuam a oferecer resgate e acolhimento, a comunidade demonstra resiliência em meio à adversidade. Parte dos moradores optou por permanecer, mesmo sem energia elétrica, enquanto recebem apoio com mantimentos e assistência médica.

O ponto de resgate na Avenida Benjamin Constant se tornou um centro multifuncional, oferecendo desde atendimento médico e psicológico até abrigo temporário e suporte veterinário para os animais resgatados. A solidariedade é evidente, com voluntários dedicados a fornecer ajuda em diversas frentes.

Apesar dos desafios, a esperança se mantém viva, com a chegada de doações, incluindo toneladas de ração para os animais afetados, demonstrando o espírito de união em momentos de crise.

Nessa situação delicada, a comunicação clara e direta se torna essencial para manter a população informada sobre os desdobramentos das enchentes e as medidas de apoio disponíveis.

WhatsApp
Facebook

Publicações relacionadas

Compartilhe
WhatsApp
Facebook
Imagem de destaque - Angeli