WhatsApp
Facebook
Imagem de destaque - Chuvas no Rio Grande do Sul: nível do Guaíba baixa 42 cm no fim de semana

O nível do Guaíba, em Porto Alegre, tem mostrado uma redução constante desde a última sexta-feira. De acordo com a Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA), a medição realizada às 5h15 do dia 17 registrou 4,73 metros no Cais Mauá. Neste domingo, às 16h, o nível era de 4,31 metros.

A queda mais acentuada começou na noite de sábado. Segundo o MetSul, a intensidade da baixa tem sido constante desde as 22h45 de ontem. As águas do Guaíba estão em declínio desde terça-feira (14), apesar de ainda estarem acima da cota de inundação, que é de 3 metros, e da cota de alerta, que é de 2,5 metros.

Cota máxima registrada

A cota máxima do Guaíba foi registrada em 4 de maio, quando atingiu 5,35 metros, superando o recorde anterior da enchente de 1941, que foi de 4,74 metros. Segundo o Instituto de Pesquisas Hidráulicas (IPH) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), o nível deve permanecer acima dos 4 metros até o início desta semana, com um processo de esvaziamento que pode durar até o final de maio ou mais, dependendo de novas chuvas.

Previsão do tempo

O InMet prevê sol com poucas nuvens em Porto Alegre nesta segunda-feira, sem chuvas e com ventos fracos. Na terça-feira, a previsão é de muitas nuvens com pancadas de chuva isoladas, com temperaturas entre 12ºC e 18ºC. O MetSul alerta que o vento Sul pode elevar o nível do Guaíba a partir de terça-feira, causando inundações em áreas costeiras na Lagoa dos Patos.

Retomada de atividades e infraestrutura

Com a redução do nível das águas, Porto Alegre está tentando retomar suas atividades. A partir desta segunda-feira, um “corredor humanitário” na Rua Conceição permitirá a circulação de vans escolares, táxis, caminhões com suprimentos, viaturas, ambulâncias, ônibus e profissionais de saúde. Este corredor foi construído após a demolição de uma passarela para ligar a Av. Castelo Branco ao Túnel da Conceição.

A Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre (Trensurb) anunciou a retomada da operação nos próximos dias. A inspeção foi realizada no trecho entre as estações São Leopoldo e Mathias Velho, em Canoas.

Número de vítimas

O número de mortos devido às chuvas no Rio Grande do Sul subiu para 157 neste domingo (19), segundo a Defesa Civil estadual. Há 88 pessoas desaparecidas. A catástrofe afetou 2,3 milhões de moradores em 463 municípios. O número de desalojados é de 581.633, com 76.955 pessoas em abrigos.

WhatsApp
Facebook

Publicações relacionadas

Compartilhe
WhatsApp
Facebook
Imagem de destaque - Alteração do nome