WhatsApp
Facebook
Rio Grande do Sul precisa de R$ 10 bilhões para ajustar rodovias às mudanças do clima

O governo do Rio Grande do Sul projeta um gasto mínimo de R$ 3 bilhões para reparar os danos causados pelas tempestades recentes em rodovias e pontes sob sua jurisdição.

O governador Eduardo Leite também considera a possibilidade de destinar até R$ 10 bilhões para adaptar essas estruturas às mudanças climáticas em andamento.

Leite explicou que há dois cenários para as rodovias estaduais afetadas pelos eventos climáticos. A correção dos trechos danificados para liberá-los exigiria cerca de R$ 3 bilhões para restaurá-los às condições anteriores, com algumas melhorias. No entanto, se for adotada uma abordagem resiliente, com adaptações para as mudanças climáticas, os investimentos necessários poderiam chegar a R$ 10 bilhões.

Atualmente, há 95 pontos de bloqueio nas estradas gaúchas, dos quais 65 são de responsabilidade estadual e 30 federais. A reparação de 40 desses pontos é considerada prioritária, incluindo pontes rompidas e trechos danificados que requerem intervenção imediata.

O governo está lançando editais para contratar reparos em oito pontes estaduais, além de assinar contratos para a construção de uma nova ponte sobre o Rio Forqueta, entre Arroio do Meio e Lajeado, orçada em cerca de R$ 14 milhões. As empresas contratadas serão obrigadas a considerar estudos sobre mudanças climáticas para garantir a durabilidade das obras diante de eventos climáticos futuros.

WhatsApp
Facebook

Publicações relacionadas

Compartilhe
WhatsApp
Facebook
Imagem de destaque - Angeli