WhatsApp
Facebook
Imagem de destaque - Paraná registra o segundo melhor índice de alfabetização de crianças do Brasil, indica MEC

O Paraná atingiu, em 2023, o segundo maior patamar do Brasil de alfabetização de crianças na rede pública, segundo dados divulgados hoje pelo Ministério da Educação (MEC).

De acordo com o levantamento, 73% dos alunos paranaenses dominam a leitura e a escrita até o final do 2º ano do ensino fundamental.

O estado ficou atrás apenas do Ceará, com 85% de índice de alfabetização. Em outras unidades federativas como Rio Grande do Sul (63%), Santa Catarina (61%), Rio de Janeiro (52%), São Paulo (52%) e Bahia (37%), a proporção de alunos alfabetizados ao término do 2º ano foi inferior a 70%. A média nacional foi de 56%.

“Este levantamento revela que o Paraná tem uma das melhores taxas de alfabetização entre os estados brasileiros. Já éramos reconhecidos pela excelência no Ensino Médio e agora, com a colaboração dos prefeitos, conseguimos avançar nessa etapa crucial do aprendizado”, afirmou o governador Carlos Massa Ratinho Junior.

A pesquisa foi conduzida pelos estados nas redes municipais, seguindo critérios estabelecidos nacionalmente pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Foram consideradas alfabetizadas as crianças que atingiram pelo menos 743 pontos na escala do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Seab).

O relatório do Ministério da Educação também evidencia o crescimento da alfabetização escolar no Estado ao longo dos últimos anos. Em comparação com a pesquisa amostral de 2019, o Paraná avançou cinco pontos percentuais, passando de 68% para 73%, e subiu uma posição no ranking nacional, ultrapassando Santa Catarina. Em todo o Brasil, o avanço foi de apenas 1 ponto percentual, de 55% para 56%.

O MEC estabeleceu uma meta de 80% de alfabetização na idade certa em todo o país até 2030. No Paraná, 148 municípios já alcançaram esse patamar em 2023. Além disso, 376 cidades do Estado estão com índice igual ou superior à média nacional, de 56%.

Apesar de a educação nas séries iniciais do ensino básico ser responsabilidade dos municípios, o Governo do Estado mantém desde dezembro de 2022 o programa Educa Juntos, que oferece suporte pedagógico aos municípios com foco na alfabetização dos alunos. O programa inclui avaliações às redes municipais, materiais didáticos de apoio e formação continuada aos professores alfabetizadores.

WhatsApp
Facebook

Publicações relacionadas

Compartilhe
WhatsApp
Facebook
Imagem de destaque - Alteração do nome