WhatsApp
Facebook
Paraná ocupa o 3º lugar como maior empregador do Brasil, com 87,8 mil vagas no quadrimestre

O Paraná mantém sua posição como o maior empregador da região Sul e o terceiro maior do Brasil, com a abertura de 87.838 vagas com carteira assinada no primeiro quadrimestre deste ano.

Apesar de ser o quarto estado mais populoso do país, é o terceiro mês consecutivo em que o Paraná se destaca no mercado de trabalho brasileiro, ficando atrás apenas de São Paulo (287 968) e Minas Gerais (113 971), que têm uma população maior.

Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego nesta quarta-feira (29), mostram que, na região Sul, Santa Catarina teve um saldo de 79.869 postos de trabalho e o Rio Grande do Sul alcançou 69.594 novas vagas nos primeiros quatro meses do ano. Todos os estados brasileiros, com exceção de Alagoas, que teve um saldo negativo de -13.182 vagas, apresentaram aumento no mercado de trabalho no período, totalizando 958.425 novas vagas em todo o país.

O saldo acumulado no quadrimestre resulta da diferença entre as 716.086 admissões e os 628.248 desligamentos no período. O desempenho positivo do estado reflete-se em todos os meses do ano, com 19.020 vagas abertas em janeiro, 32.735 em fevereiro, 18.051 em março e 18.032 em abril, segundo os dados ajustados do Caged.

“O Paraná mantém uma excelente colocação no ranking de empregos, tanto nacional quanto regional, graças aos esforços do Governo do Estado em ampliar ações voltadas para o emprego em todos os setores da economia”, afirmou o secretário estadual do Trabalho, Qualificação e Renda, Mauro Moraes. “Os resultados do primeiro quadrimestre e de abril abrem uma perspectiva muito positiva para os próximos meses, indicando um avanço significativo no número de pessoas empregadas no Paraná até o final do ano.”

Em abril, o Paraná ultrapassou o Rio de Janeiro e ocupou a terceira posição nacional, com 18.032 postos de trabalho gerados no mês, ficando novamente atrás apenas de São Paulo (76.299) e Minas Gerais (25.868) e à frente dos demais estados do Sul, com o Rio Grande do Sul abrindo 13.512 novas vagas e Santa Catarina, 13.457. Em todo o Brasil, foram criados 240.033 novos postos de trabalho no mês.

Todos os setores da economia encerraram o quadrimestre com aumento na geração de empregos, com destaque para o setor de serviços, que contribuiu com mais da metade das vagas abertas no período, totalizando 46.895 novos postos de trabalho. Em seguida, estão a indústria (21.594), construção (9.269), comércio (8.265) e agropecuária (1.817).

Os bons resultados continuaram em abril, com o setor de serviços responsável por gerar 8.765 vagas, seguido pela indústria (4.595), comércio (3.008), construção (1.536) e agropecuária (137).

WhatsApp
Facebook

Publicações relacionadas

Compartilhe
WhatsApp
Facebook
Imagem de destaque - Alteração do nome