WhatsApp
Facebook
Imagem de destaque - Com apoio da Ceasa, Paraná envia nova remessa de 400 toneladas de doações ao Rio Grande do Sul

O Governo do Paraná enviou nesta quinta-feira (9) uma nova remessa de donativos às vítimas das chuvas no Rio Grande do Sul. Foram mais de 400 toneladas de alimentos, água potável, roupas e produtos de higiene e limpeza arrecadados pela campanha SOS RS e pela Ceasa. O governador em exercício, Darci Piana, e o chefe da Casa Civil, João Carlos Ortega, acompanharam o envio dos mantimentos e o trabalho dos voluntários.

O comboio com 15 caminhões saiu do 1º Grupamento de Bombeiros, no bairro Portão, em Curitiba, o maior ponto de arrecadação de doações do Paraná. “As nossas forças de segurança e a estrutura do Governo do Paraná estão trabalhando para ajudar as pessoas que estão sofrendo com as chuvas no Rio Grande do Sul. Isso mostra como o povo do Paraná sabe ser solidário”, afirmou Piana.

Os caminhões seguirão até Santa Cruz do Sul, no Rio Grande do Sul, onde há uma central de recepção das doações. O comboio será escoltado pela Polícia Militar do Paraná e pela Polícia Rodoviária Federal para garantir a segurança.

Até agora, a campanha SOS RS, liderada pelo Gabinete da primeira-dama Luciana Saito Massa e operacionalizada pela Coordenadoria Estadual da Defesa Civil com o apoio do Corpo de Bombeiros, já enviou cerca de 1,5 mil toneladas de alimentos e mantimentos às vítimas das chuvas.

Os itens foram arrecadados em quartéis dos Bombeiros, Brigadas Comunitárias, no Instituto Água Terra (IAT) e espaços da Secretaria da Cultura em todo o Estado. A remessa inclui 50 toneladas doadas por produtores e permissionários da Ceasa de Curitiba. Além dos alimentos processados pelo programa Banco de Alimentos – Comida Boa, foram enviadas 850 cestas básicas, bolachas, garrafas de água, 300 colchões, roupas e outros acessórios. Os trabalhos são coordenados em parceria com o Sindicato dos Permissionários da Ceasa de Curitiba (Sindaruc).

No interior do Estado, a Ceasa de Londrina enviou um caminhão com 10 toneladas de mantimentos, enquanto em Maringá, os permissionários e produtores encaminharam um caminhão com 8 toneladas de donativos.

A corrente de solidariedade envolve também milhares de voluntários que têm se apresentado à Defesa Civil e ao Corpo de Bombeiros para ajudar na separação dos mantimentos e no carregamento dos caminhões. Cerca de 4 mil pessoas se cadastraram como voluntárias para ajudar nos trabalhos, segundo o comandante-geral do Corpo de Bombeiros do Paraná, coronel Manoel Vasco.

A campanha SOS RS segue arrecadando doações até o dia 22 de maio. Agora, as unidades da Polícia Civil do Paraná também estão recebendo doações de alimentos não perecíveis, água potável, ração animal, materiais de higiene e limpeza, colchões, colchonetes e cobertores. Doações também continuam nos outros pontos de arrecadação do Estado, como sedes dos bombeiros, brigadas comunitárias, IAT e museus estaduais.

Além das doações, o Paraná tem prestado apoio às cidades gaúchas com forças de segurança e equipamentos de resgate. Foram encaminhados 32 policiais militares, oito viaturas, um helicóptero e uma embarcação para auxiliar as forças de segurança do Rio Grande do Sul, evitando roubos e saques. A Polícia Científica também enviou profissionais e equipamentos.

O Corpo de Bombeiros enviou uma nova equipe na quarta-feira (8), com 37 bombeiros militares em substituição à equipe paranaense que já atuava na região desde o dia 1º de maio. Na área de saúde, o Paraná também enviou bolsas de sangue, medicamentos, alimentos e equipamentos de segurança.

No boletim divulgado pelo governo do Rio Grande do Sul na tarde desta quinta-feira, 107 pessoas morreram vítimas das chuvas, 136 pessoas estão desaparecidas, 67,5 mil pessoas estão em abrigos e 165 mil desalojadas. Ao todo, 428 cidades foram afetadas pelas chuvas.

WhatsApp
Facebook

Publicações relacionadas

Compartilhe
WhatsApp
Facebook
Imagem de destaque - Alteração do nome