WhatsApp
Facebook

Os bombeiros e policiais militares do Paraná já resgataram 786 pessoas no Rio Grande do Sul, que enfrenta problemas causados pelas chuvas em 346 municípios. Os 34 bombeiros militares e dois policiais militares, com apoio de embarcações e um helicóptero, estão atuando em Eldorado do Sul e Canoas. Anteriormente, atendimentos foram realizados em Porto Alegre e Lajeado. Esta força-tarefa permanecerá no Estado enquanto durar a situação de calamidade pública, apoiando o Corpo de Bombeiros e Defesa Civil gaúchos.

Os atendimentos consistem em acessar regiões alagadas para resgatar famílias isoladas, que estão sendo encaminhadas para locais seguros com assistência das prefeituras. Animais domésticos também estão sendo resgatados pelas equipes paranaenses.

Esta semana, em ação conjunta entre órgãos estaduais, o Paraná enviará alimentos, colchões, kits dormitório e copos d’água para reforçar o auxílio às vítimas das chuvas no Rio Grande do Sul. A Sanepar doará 3 mil caixas, contendo 144 mil copos d’água potável. Além disso, a Ceasa/PR está pronta para enviar seis toneladas de comida.

Coordenadoria Estadual da Defesa Civil do Paraná enviará nesta segunda-feira (6) quatro caminhões-baú para o estado gaúcho, levando colchões e kits dormitório. O envio de alimentos e copos d’água será organizado junto com a Ceasa/PR e a Sanepar para ser realizado no início da semana.

O Paraná também está engajado na campanha SOS RS. A primeira-dama Luciana Saito Massa realizou uma reunião virtual com mais de 250 autoridades para reforçar o pedido de ajuda. Doações podem ser feitas até a próxima quarta-feira (8) nos quartéis do Corpo de Bombeiros Militar do Paraná.

O governo do Rio Grande do Sul confirmou 78 mortes devido aos temporais, com 105 desaparecidos. Cerca de 134,3 mil pessoas estão fora de casa, sendo 18,4 mil em abrigos e 115,8 mil desalojadas, recebendo abrigo em residências de familiares ou amigos.

WhatsApp
Facebook

Publicações relacionadas

Compartilhe
WhatsApp
Facebook
Imagem de destaque - Angeli