WhatsApp
Facebook

Moradores do bairro Borda do Campo, em São José dos Pinhais, realizaram um protesto no domingo (17), bloqueando uma rua com pneus queimados. Eles alegam estar sem água há quatro dias e afirmam que a Sanepar diz que está tudo normal na região.

Segundo os moradores, estão enfrentando dificuldades para realizar atividades básicas, como tomar banho e cozinhar, e estão sendo obrigados a comprar água para beber. A falta de água é um problema recorrente desde setembro do ano passado, com torneiras secas a cada dois dias. Desta vez, a prefeitura enviou um caminhão-pipa para abastecer as casas.

Os moradores ficaram indignados com as respostas da Sanepar às suas reclamações, relatando que a empresa afirma que o abastecimento está normal na região. Em resposta, a Sanepar explicou que houve um problema técnico com um dos motores na captação do Rio Pequeno no domingo (17), o que causou desabastecimento e/ou oscilação de pressão na rede. A previsão de normalização é até o meio-dia de segunda-feira (18), de forma gradativa. A empresa também pediu que as pessoas priorizem o uso da água tratada para higiene e alimentação.

O problema afetou diversos bairros, incluindo Laranjeiras e Nemari em Piraquara, e vários bairros em São José dos Pinhais, como Rio Pequeno, Jurema, Quississana, Costeira, Del Rey, Iná, Roseira de São Sebastião, Laranjeiras, Borda do Campo, Colônia Mergulhão, Colônia Murici, Dom Rodrigo e Nemari.

Além disso, outros bairros de São José dos Pinhais enfrentarão falta de água ao longo da semana devido a obras de melhoria na rede de distribuição. Por exemplo, na terça-feira (12), das 8h às 16h, haverá obras nos bairros Jardim Colônia, Rio Grande, Pedro Moro e Santo Antônio, com previsão de normalização durante a noite. Os trabalhos podem ser cancelados em caso de mau tempo.

WhatsApp
Facebook

Publicações relacionadas

Compartilhe
WhatsApp
Facebook
Imagem de destaque - Angeli